dezembro 10, 2017

Aquele adeus


Aquele adeus não deu conta
ainda sei o que você vai dizer:
tarde demais ou algo assim
concordaremos

Dia desses pensei em te ligar
mas eu não sei o que você vai dizer:
tarde demais ou algo assim
não saberemos

E o tempo a passar e se repetir
todo momento está a seguir
com ou sem você aqui

Queria te falar
das coisas que entendi
eu quis te dizer só verdade
a gente vai passar
ninguém vai perceber

Por onde andará você?

dezembro 03, 2017

Enquanto isso na lanchonete

Van Gogh

Pensei que ela 
fosse um dia mais diferente
do que esses dias
que eu costumo viver

Pensava ela no casamento
eu no futebol
era dezembro ainda me lembro o sol

Ela dizia que parecia uma despedida
calçou os sapatos, vestiu minha roupa
já não cabia mais
enquanto isso na lanchonete

Ela dizia que parecia uma despedida
calcei os sapatos, vesti sua roupa
já não cabia mais
enquanto isso na lanchonete
os dois se encontravam
e renascia...

Pensava ela na alegria
eu no feriado
ela dizia que esquecia
não acredito não

Ainda me lembro era domingo.

novembro 24, 2017

13

Anatália

o número treze:
seu dia
meu dia
a idade que você tinha
a quantidade de anos que acumularam saudade

quem eu me tornei sem você aqui? nem sei dizer
foi terrível

eu queria tanto te contar
dos meus amores impossíveis
umas dores agudas
algumas alegrias tangíveis

queria que fosse mentira
um pesadelo do qual não acordei

nunca esqueci o timbre da sua voz
ou o que você queria ser quando crescesse

enquanto eu respirar, vai doer

setembro 13, 2017

Coisas que nunca te disse



Tudo pode acontecer, certo? Qualquer coisa. Você pode amar tanto uma pessoa, que tão somente o medo de perdê-la faz com que você arruíne tudo e acabe perdendo-a de qualquer jeito. Você pode acordar ao lado de alguém a quem não havia imaginado conhecer algumas horas antes, e olhe para você agora... É como se alguém te presenteasse com um desses quebra-cabeças com peças de um quadro de Magritte, ou uma foto de alguns pôneis, ou das cataratas do Niágara, e eles parecem ter sentido, mas não tem. 

Eu acho que a fé é incrivelmente injusta. É injusto que haja pessoas que a tenham e outras não. Não nos damos conta quando estamos felizes, e isso também é injusto. Deveríamos poder viver a felicidade e poder guardá-la para quando ela faltasse... Só um pouquinho, como se guarda cereal extra na dispensa, como o papel higiênico no banheiro. 

Você costumava me perguntar em que momento eu comecei a te amar. O momento em que eu comecei a te amar foi quando você ligou dizendo que estava me deixando. Justamente nesse momento, esqueci nosso amor de antes, esqueci a ternura, o sexo, sua língua... E percebi que antes era só um reflexo do que é o amor, que antes nunca havia amado. Assim é como se sente, agora eu sei quando se ama alguém. Te amo como sonhava amar alguém quando adolescente. E agora rezo para que nunca mais volte a sentir isso. Não é que queira que voltemos a ficar juntos, é só para que você saiba como me sinto.

Às vezes penso em reconhecer a Ann em alguma rua. Ainda que a encontrasse um dia, teríamos que começar de novo, claro. Eu gostaria... Há muitas coisas que eu gostaria de ter dito a ela. As coisas que você sempre diz serem as mais importantes. Mas, não é sempre assim? Eu gostaria de encontrá-la para dizer isso. Tudo pode acontecer, certo?


Coisas Que Nunca Te Disse (Isabel Coixet, 1996)