março 27, 2010

Mas ele preferia outra


Ele preferia Punk Rock, ela preferia Indie Rock. Ele preferia histórias sobre psicopatas, suspenses de cortar os pulsos, ideologias. Ela preferia histórias de amores mal resolvidos, amizades interrompidas, realidades inventadas. Ele teve uma paixão, ela nunca admitiu sentimentos. Ele acreditava e fazia planos; ela deixou de acreditar, mas talvez quisesse fazer parte dos planos dele. Talvez ele preferisse se afastar das pessoas; talvez ela preferisse se aproximar das pessoas, para observá-las. No entanto, entre várias diferenças, talvez não houvesse pessoas que se parecessem tanto como eles dois, que contradição. E ela o preferia, mas ele preferia outra.

Erllen Nadine

Um comentário:

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."