agosto 06, 2010

Do verbo apagar

Apaguei seu cheiro, voz, sabor, sua cor, dos meus sentidos. Apaguei seu nome dos meus cadernos, do meu telhado, das paredes pichadas, da casa inteira, das ruas em movimento. Apaguei seu rosto, seu brilho da minha mente. Apaguei seu toque da minha pele, dos meus fios de cabelo. Apaguei seu nome da minha lista de sonhos, de risadas preferidas. Apaguei seu nome escrito com giz de cera no céu. Apaguei seu nome escrito no jardim com tulipas. Apaguei nossos acordes que estavam por aí, as dedicatórias em livros de amor.

Depois... Fui comprar mais borrachas, para apagar você do meu coração.


Erllen Nadine

12 comentários:

  1. Foi bom ter apagado mesmo. Sinto muito por tudo que aconteceu. Fica bem.

    'Vai passar, tu sabes que vai passar...'

    ResponderExcluir
  2. as dedicatórias em livros de amor(...)


    podia ser mesmo assim, podermos apagar todas as lagrimas e sofriemntos, apagar essa minha vontade de sempre voltar atrsa correndo pra ele de novo...

    amei o post *-*

    ResponderExcluir
  3. Lindo, falou tudo por mim. Confesso que a foto dele no meu celular ainda permanece.

    É bom, apagar tudo e escrever outras coisas, começar de novo é sempre bom!!!

    Beeijos..

    ResponderExcluir
  4. Eu também! Ainda tenho uma foto no celular, mensagens de mais um ano atrás.

    Mas é isso aí!
    Chegou minha hora de recomeçar!

    Abraço forte :*

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!
    seu espaço é muito fofo! Parabéns,
    adorei...vim pra ficar =)

    beiijo
    *.*

    ResponderExcluir
  6. Taí, a coisa que mais gosto no ser humano é a fé seguida do amor!
    Adorei

    obrigada pela visita!
    seguindo aqui tb

    ResponderExcluir
  7. Haja borracha né?
    Aqui é lindo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Meu deus, falou por mim também. Apaguei tudo... É triste.não? Ter que desistir de algo que parece ser inesquecível. Adorei seus textos- o debaixo é LINDO! Bem, eu vou seguir seu blog, porque AMEI. Qualquer coisa, espero-te no meu blog. BEIJITOS, MM.

    ResponderExcluir
  9. Será que dá tempo de comprar umas pra mim?
    Lindo, como de costume.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. É duro ter que apagar tudo. Mas não da pra ficar vivendo de lembranças. Acontece que apagar do coração é mais complicado. Precisa de muiiitas borrachas. Mas vai descorando até restar algo sem sentido. Tomara, tomara. :)

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."