agosto 10, 2010

Sorriso (mudo)

"Foi esse sorriso que doeu. Doeu pelo resto da vida." (Caio F.)

Tirei forças não-sei-de-onde, para arrumar as roupas espalhadas pelo quarto na mochila, antes que o ônibus partisse. Dobrei as roupas, mas sem aquele jeito delicado da mamãe. Olhei a hora, ainda tinha tempo para andar pelas ruas que eu queria, e escrever isso no papel. Passei pelos lugares em que já estivemos e deixei um sorriso. Sorri para o asfalto que pisamos; para as praças que sentamos e as flores que estavam por ali; sorri para as árvores e casas que um dia viram nossos beijos e abraços. Sorri também para pessoas desconhecidas. Por um instante, vi nossa imagem, sorri para nós e continuei andando. Aprendi com Caio F., que se olhasse para trás, incompleto partiria - não olhei para trás.
Pois eu não devia, eu não podia.

Erllen Nadine

18 comentários:

  1. caramba, eu amei, amei mesmo, que texto mais lindo, mais emotivo. parabens! <3
    "Foi esse sorriso que doeu. Doeu pelo resto da vida." (Caio F. Abreu) fez todo o sentido. apesar de que partir é muito triste, olhar pra tras pode ser pior, nunca desejamos ser imcompletos!

    ResponderExcluir
  2. Passei pelos lugares em que já estivemos(...)

    "a cada dia que passa era pra diminuir, você não está aqui, ou melhor não quer fazer nada pra estar aqui...e entãoao invés de diminuir, a cada dia eu sofro mais, a cada dia as lembranças estão mais vivas.
    eu já não posso mais com os seus nãos, mas de mãos atadas não há nada que eu possa fazer "


    amei seu post *-*

    ResponderExcluir
  3. Me emocionei muito!
    Triste e lindo!
    Adorei...
    É se olharmos pra trás, ficamos um pouco pra trás!

    Adorei querida, mesmo, mesmo!
    bjão!

    ResponderExcluir
  4. Amei o post. E só as coisas boas se tornam inesqueciveis.! =) é bom sorrir para o passado de vez enquando.

    beeijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa... amei. Sério. Tocou lá no fundo do peito.

    ResponderExcluir
  6. Dor enorme de não ser dois.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Eeeeeeeeeerllen, tem um selinho pra voce no meu blog.
    http://glittererocknroll.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Também gosto muito dessa frase do Caio, me inspira. Também escrevi no último post sobre o "olhar pra trás"! Bonito o que escreveste. Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Me identifiquei muito. Não posso olhar pra trás, não agora, ainda tão vulnerável.
    Texto lindo!

    Pode deixar, vou tirar tempo para escrever. Rs.

    Beijos linda :*

    ResponderExcluir
  10. Pois tu falou por mim nesse teu texto. Se fosse meu não teria tanto de mim nele.
    Aprendi isso com Caio também, e me dói muito ler ele, ele é cru demais, ele transmiti muito a pureza de cada palavra e guria, eu consegui sentir cada palavra que tu escreveu aqui, leio todos os teus textos e admiro muito todos eles, mas esse, esse foi muito especial pra mim. Parabéns pelo teu dom! Beijo grande :*

    ResponderExcluir
  11. Nossa que lindo! Ir embora é a parte mais difícil, não? É doloroso, triste e parece termos desistido. Caio F. sempre nos ensina, temos que ouví-lo, quem sabe assim a vida não venha a ter um gosto mais doce e acalorado,não é?
    PS: Muito obrigada pelo seu carinho no meu blog, me viciei aqui e adoro receber seus comentários. Bem, naquele post da história, na qual você comentou, eu o continuei. Adoraria sua opinião e sua visita. OBRIGADA mais uma vez pelo carinho.
    BEIJITOS,MM.

    ResponderExcluir
  12. que texto lindo!
    está um encanto...

    beiijo
    *.*

    ResponderExcluir
  13. Amei o texto!

    Tudo divinooo!

    Me identifiquei demais com o texto!

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  14. Errrllen, mais 5 selinhos pra tu!

    http://glittererocknroll.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Menina, que texto mais perfeito foi esse?
    Mecheu comigo, muito.
    Beijo.

    [Yasnaia Freitas]

    ResponderExcluir
  16. lindo blog.
    lindo texto.
    lindo tudo.

    parabens e sucesso sempre

    ResponderExcluir
  17. nossa , amei muito esse texto *-*

    seguindo você.<3


    vista ?
    http://sabrinaapenasumaaprendiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Lindo e doloroso. Despedidas pesam. Apesar de irmos, o outro ainda permanece.
    Beijão.

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."