23 outubro, 2010

Deixa

"Ela pediu: — Deixa eu cuidar de você?" (Caio F.)


Deixa eu me deitar no seu colo e te contar das minhas vidas passadas e de todas às vezes que te encontrei no meu caminho. Deixa eu me aproximar, para sentir de perto sua respiração, e dar sentido a cada batida dos nossos corações. Deixa eu falar no seu ouvido carinhosamente de todo o sentimento, dos devaneios. Deixa eu encostar minha boca na tua, para liberta-se da saudade... Para tentar te convencer... Que nunca vou te esquecer.

"Deixo."

Erllen Nadine

11 outubro, 2010

Eu te amo


"Diz, quem é maior que o amor?" (Los Hermanos)

Eu te amo, mesmo sem nunca ter falado para você.
Mesmo não mais olhando em seus olhos, nem ouvindo sua voz.
Mesmo não fazendo mais parte da sua vida.
Eu te amo, apesar dos "por tantos, não dá mais certo, adeus".
Apesar do seu coração de gelo (que um dia eu derreti).
Apesar do meu coração de pedra (que um dia você quebrou).
Eu te amo, mesmo com Km de distância entre nós.
Mesmo te odiando algumas vezes.
Eu te amo, mesmo não sabendo amar.

:'(

E.

09 outubro, 2010

Um diálogo

Na foto: Lídia Medeiros e Erllen Nadine.

— Você disse a ele que o ama?
— Não, eu não disse nada do que eu sinto.
— Se você tivesse falado talvez ele não tivesse...
— Não ia adiantar. Você não entende.
— Como tem certeza? O que não entendo?
— Não era preciso dizer nada. Ele sabe que eu o amo, pelo jeito que eu olho para ele.
(Silêncio)

Erllen Nadine


"Quis lhe pedir pra ficar, de nada ia adiantar."

(Os Paralamas do Sucesso)

07 outubro, 2010

Do verbo desaparecer

Desapareci da sua lista telefônica,
da sua caixa de entrada, do seu correio.
Desapareci da sua estrada, dos seus desejos.
Do seu céu estrelado, do seu jardim perfumado.

Eu só não quero de jeito nenhum,
desaparecer do seu coração.

Erllen Nadine

02 outubro, 2010

Um pedido de desculpas

"E te peço, me perdoa, me desculpa que eu não fui sua namorada, faltou o ar. A gente segue a direção que o nosso próprio coração mandar, e foi pra lá." (Tiê)

Há muito sobre mim que você precisa saber, para entender porque às vezes eu fugia de você. De um lado, meu coração que parece não deixar eu amar; do outro, meu egoísmo, que não deixou dividir-me com você. Foi puro medo, medo de bagunçar sua vida, quando tudo que eu queria era te dar paz. Medo de não saber quais palavras usar, e tudo que eu fiz foi te dar silêncio. E mesmo não querendo, eu fui embora, só não disse adeus. Fui, pensando em você, e para diminuir o dilaceramento futuro [...]. Eu só quero te pedir desculpas. Desculpa por ter feito você atravessar metade da cidade, por não ter falado o que você queria; desculpa por olhar para trás, e não caminhar lado a lado com você.

[Erllen Nadine, um bilhete escrito na aula de Estatística]

"Quero ver você maior, meu bem, pra que minha vida siga adiante."
(Los Hermanos)