fevereiro 27, 2011

90's


Para (não) ser enviada a algum lugar. 

Quando criança, eu sempre olhava uma fotografia sua, mesmo em preto e branco, ela me dava as cores que eu precisava ver. Eu a contemplava escondida, para que ninguém percebesse quanta saudade eu sentia. Saudade do que nunca existiu.

Não guardo mágoas. Guardo perguntas. Não espero voltas, abraços ou novas partidas. Espero as respostas que nunca chegarão.

Nunca dissemos uma palavra sobre você, nem em jantares ou agostos. Mas eu sei que era mineiro e conhecedor dessas estradas. Também sei que temos o mesmo olhar: é o mais triste que conheço.

Quando penso na bicicleta, lembro que não me levou para passear. Quando penso nos contos de fadas, lembro que você é uma farsa. Quando penso em desistir de alguém, lembro que não quero ser igual a você. Pai.

Perdoo-te por teres ido embora.

Erllen Nadine

"Pelas esquinas que eu andei, nenhuma delas te encontrar, mas eu tou sempre por aqui, quando quiser é só chamar. Não quero mais me desmentir, eu não vou mais te procurar." (Mombojó)

fevereiro 24, 2011

Quanto dura a eternidade?

amigos

Não sabiam dizer se era sexta ou sábado, há muito tempo que os dias eram iguais. Ouviam I Want You juntos e faziam dos assuntos banais, risos; assim, afastavam o tédio e a solidão. As risadas ameaçavam acordar os vizinhos, as conversas atravessam a noite:

Meu último cigarro.
Minha última dose.
(Sorriram)
Tenho a sensação que te conheço de outras vidas.
Talvez a gente se conheça.
Você acredita nisso? Vidas passadas?
Eu acredito em nós.

Um silêncio pairou, a música não. Olharam-se. Quanto dura a eternidade? Durou o suficiente para guardarem aquele olhar um do outro, como um segredo. Não disseram mais nada, apenas aproximaram-se, mais e mais.

amantes

Erllen Nadine

"Volte aos eixos, me passe uma bebida. Coloque seus olhos em mim, 
eu sei de um lugar onde poderemos fugir." (Kings of Leon)

fevereiro 22, 2011

liberdade ou paraíso?


Devia ser sábado, passava da meia noite.
Ele sorriu para mim. E perguntou:
Você vai para a Liberdade?
Não, eu vou para o Paraíso.
Ele sentou-se ao meu lado. E disse.
Então eu vou com você.

(Onde Andará Dulce Veiga - Caio F.)

fevereiro 21, 2011

O dia que Júpiter encontrou Saturno


(...) E de repente o rock barulhento parou e a voz de John Lennon cantou every day, every way is getting better and better. Na cabeça dela soaram cinco tiros. Os olhos subitamente endurecidos da moça voltaram-se para dentro, esbarrando nos olhos subitamente endurecidos dos moço. As memórias que cada um guardava, e eram tantas, transpareceram tão nitidamente nos olhos que ela imediatamente entendeu quando ele a tocou no ombro.

Você gosta de estrelas?
Gosto. Você também?
Também. Você está olhando a lua?
Quase cheia. Em Virgem.
Amanhã faz conjunção com Júpiter.
Com Saturno também.
Isso é bom?
Eu não sei. Deve ser.
É sim. Bom encontrar você.
Também acho.

(Silêncio)

Você gosta de Júpiter?
Gosto. Na verdade "desejaria viver em Júpiter
onde as almas são puras e a transa é outra".
(...)

Você tem um cigarro?
Estou tentando parar de fumar.
Eu também. Mas queria uma coisa nas mãos agora.
Você tem uma coisa nas mãos agora.
Eu?
Eu.
(...)

Você é de Virgem?
Sou. E você, de Capricórnio?
Sou. Eu sabia.
Eu sabia também.
Combinamos: terra.
Sim. Combinamos.

(Silêncio)

Amanhã vou embora para Paris.
Amanhã vou embora para Natal.
Eu te mando um cartão de lá.
Eu te mando um cartão de lá.
No meu cartão vai ter uma pedra suspensa sobre o mar.
No meu não vai ter pedra, só mar. E uma palmeira debruçada.
(...)

Quando a noite chegar cedo e a neve cobrir as ruas,
ficarei o dia inteiro na cama pensando em dormir com você.
Quando estiver muito quente, me dará uma
moleza de balançar devagarinho na rede pensando em dormir com você.
Vou te escrever carta e não te mandar.
Vou tentar recompor teu rosto sem conseguir.
Vou ver Júpiter e me lembrar de você.
Vou ver Saturno e me lembrar de você.
Daqui a vinte anos voltarão a se encontrar.
O tempo não existe.
— O tempo existe, sim, e devora.
Vou procurar teu cheiro no corpo de outra mulher.
Sem encontrar, porque terei esquecido. Alfazema?
Alecrim. Quando eu olhar a noite enorme do Equador,
pensarei se tudo isso foi um encontro ou uma despedida.
E que uma palavra ou um gesto, seu ou meu,
seria suficiente para modificar nossos roteiros.

(Silêncio)

Mas não seria natural.
Natural é as pessoas se encontrarem e se perderem.
Natural é encontrar. Natural é perder.
Linhas paralelas se encontram no infinito.
O infinito não acaba. O infinito é nunca.
Ou sempre.
(...)

Me beija.
Te beijo.

Foi a última pessoa que viu ao sair. (...) De repente um carro freou atrás dele, o rádio gritando "se Deus quiser, um dia acabo voando". Na cabeça dele soaram cinco tiros. De onde estava, não conseguiria ver os olhos da moça. De onde estava, a moça não conseguiria ver os olhos dele. Mas as memórias de cada um eram tantas que ela imediatamente entendeu e aceitou, desaparecendo da janela no exato instante em que ele atravessou a avenida sem olhar para trás.

(Morangos Mofados - Caio F. Abreu)

fevereiro 15, 2011

Vamos celebrar a estupidez humana

-

Eu sempre achei legal ver meus textos em blogs e etc., embora muitos deles, sei que não é bom as pessoas se identificarem. Mas não achei nada legal ver um monte de textos meus por aí, sem a autoria. Domingo discuti com uma menina por causa disso, e ainda fui chamada de mal educada. Bem, sei que para alguns pode parecer besteira, paranóia, mas não é! Caralho, isso é crime. Fiquei indignada ao ver textos do Caio Fernando, sem o lindo nome dele. Ah, um aviso, todos os meus textos estão registrados em cartório. "Se copiar textos, atribua os créditos. Os direitos autorais são protegidos pela lei n°9610/98, violá-los é crime!" Vão ouvir algum clássico do rock, talvez a alma de vocês liberte-se do mal caráter. Nem respeito pelos outros as pessoas tem mais. É.

Sei que isso pode está fora do meu controle, mas só por esclarecimento, os textos são meus:


# Amor, se chama amor.
(Original: Janeiro de 2011)
[Só porque eu tinha citado "John" e "Yoko" no texto, a menina pensou que o texto era da Yoko Ono. Alguém tem que explicar a ela o que é pseudônimo].
http://fariasbru.tumblr.com/post/3112162959/vichfialho-disseram-me-que-viram-voce-descer-de

# Dos diálogos que não aconteceram (Dezembro de 2010)
http://sullamitapraxedes.tumblr.com/
http://www.fotolog.com.br/gustavosales/37196700
http://tofly-tofly-tofly.blogspot.com/2011/01/parece-que-algo-dentro-de-voce-sempre.html#comments


# Sobre uma garota (Dezembro de 2010)
http://francynebsb.blogspot.com/2011/01/uma-garota.html

# A bailarina e o astronauta (Novembro de 2010 - título da música da Tiê)
http://http//www.fotolog.com.br/rhay_nobre/44002476
http://http//www.fotolog.com.br/luuuiiizaa/90483368
http://www.fotolog.com.br/ledaxinha_/89565723
http://www.fotolog.com.br/gustavosales/37097170
http://feelings-stored.tumblr.com/post/2729844024/vai-me-amar-amanha-porque-se-nao-for-me-diga
http://buunaabetweenmywell.blogspot.com/2010/12/voce-vai-me-amar-amanha.html
http://www.fotolog.com.br/camillelyra/77145290

# Deixa
(Outubro de 2010)
http://www.fotolog.com.br/beatriz_farias/55356241http://whathellareyoudoing.blogspot.com/2010/10/301010_4734.html
http://http//kkreis.blogspot.com/2010/10/diz-quem-e-maior-que-o-amor-los.html

# Perto do coração (Setembro de 2010)
http://www.flickr.com/photos/dicereja/5127182100/

# Do verbo esperar (Agosto de 2010)
http://www.fotolog.com.br/kalunkeka_x3/42422322

# (me)Ninah (Abril de 2010)
http://www.fotolog.com.br/clao_an4/73443335

# Hoje (Junho de 2010)
http://www.fotolog.com.br/ma_lucena/97080459http://everlasting.love.zip.net/arch2010-10-03_2010-10-09.html#2010_10-08_20_37_09-139043221-0

# Ausencia (Julho de 2010)
http://www.fotolog.com.br/kalunkeka_x3/42434833

# "Eu sinto muito." (Julho de 2010)
http://bebelgarcia.blogspot.com/2010/08/eu-sinto-muito.html
http://www.fotolog.com.br/cibellegeise_s2/76567889

# Meio a meio (Julho de 2010)
http://everythingaboutlovee.tumblr.com/post/3173766045/fazem-meses-que-nao-te-vejo-que-nao-falo-com
http://sawan.zip.net/arch2010-11-28_2010-12-04.html#2010_12-01_21_37_55-145659078-0
# Do verbo apagar (Agosto de 2010)
http://sawan.zip.net/arch2010-11-28_2010-12-04.html#2010_12-01_21_18_22-145659078-0


~ Aos meus amigos, seguidores desde ontem e sempre, eu peço desculpas pela grosseria que eu usei as palavras. Mas eu precisava transbordar. Desde o início esse blog sempre foi minha maneira de desabafar, o meu refúgio.

Erllen Nadine

Título: Retirado da música Perfeição (Legião Urbana)

fevereiro 12, 2011

Barquinho na correnteza


"A tempestade que chega é da cor dos teus olhos, castanhos." (Legião Urbana)

Nota: é preciso arriscar-se, a.mar.

A esquerda, encontraremos abismos; pela direita, tempestades.
Ainda há tempo de voltarmos atrás. Mas eu não quero isso.
Nem eu.
E se naufragarmos?
Eu sei nadar e te levo nas costas.

Erllen Nadine

Título: Retirado de um conto do Caio F.

fevereiro 06, 2011

Retrato



As pessoas permanecem em gaiolas, com medo de
se arriscarem a fugir e voar.
Desistem de amar, porque tem medo de sofrer.
E sofrem, por não se renderem ao amor.
Mostram apenas o que se vê no espelho. Escondem o importante.
Riem de tudo, mas não riem de si próprio
no final de um dia cansativo,
o que deveriam - rir de si mesmo é libertar-se.
Não fazem perguntas, com medo de parecerem tolos.
E assim, não descobrem respostas, vitórias.
Atiram pedras nos outros, por não saberem olhar para dentro.

Eu quero fugir disso tudo.

Erllen Nadine

fevereiro 04, 2011

Hoje é dia de Marcelo


Marcelo (de Souza, Los Hermanos, Sòu, guitarrista, poeta, inspirador, O vencedor, aquariano, Além do que se vê, De onde vem a {minha} calma, barbudo, Veja bem {ele é} meu bem, {um} Horizonte distante, Fez-se {a}mar, "todos os encontros, todos os poemas, todos os embates, todos os dilemas") Camelo.

fevereiro 02, 2011

Fuga(z)

"Talvez, sexta feira eu possa conseguir
bilhetes para ir dançar, e eu levarei você." (Garbage)

Ele me rodopiou como se eu fosse uma bailarina, como numa fuga, me tirou da multidão. Me disse para eu não pensar, não tentar entender. Embora fosse um momento fugaz, seria para sempre. Usava uma camisa xadrez e a barba estava feita, gostava de Laranja Mecânica e ouvia Joy Division; eu já sabia dos encantos dele, antes mesmo de conhecê-lo. Não era príncipe, mágico ou estrela do rock. E sim, os três em um só.

Erllen Nadine

"E agora é só você que me faz cantar."
Bom Dia - Los Hermanos