11/03/2011

Lembranças


Meu nome é Lembrança; o seu dia de hoje, amanhã será (m)eu. Às vezes sou má, prefiro ser boa. Eu ando com a infância que você quer de volta. Eu ouço os discos da sua mãe que você quebrou. Sou infiel a todos os seus amores que você nunca traiu. Vivo de lugar em lugar, nas marcas do seu coraçãome alimentando de devaneios, sorrisos, tristezas, luzes e sombras. Alguns pensamentos não querem me encontrar; outros, vivem pra me amar. Sou o que sobrou na mente, a invenção dos sonhos, a cicatriz que corrói; tenho sabor de beijo e cheiro de fim. Sou o resto do 'eu te amo', o choro nas noites de solidão, a companhia nos dias de saudade. A pior e a melhor parte do seu passado. Sou você, em forma de memória.

Erllen Nadine

"Na parede da memória, esta lembrança é o quadro que dói mais." (Belchior)