agosto 06, 2011

II - diário de agosto

Nota: Áries e Leão. Marte em conjunção com o Sol. Ambos do elemento fogo.

Eu despi meu coração, o corpo e a alma; feri meu orgulho, contei meus segredos. Fiz dele meu refúgio. Ele fez o mesmo. Mas ao contrário de mim, teve medo. Veio à tormenta, a maquiagem borrada, noites mal dormidas. Tive que aprender a rasgar calendários, procurar o esquecimento. De dose em dose, entre cigarros alheios e outras bocas. Mas a dor insistia em permanecer. Ardeu demais, doeu demais. Até que um dia de tanto queimar, apagou-se, virou cinzas. Varri tudo pra fora de mim.

Erllen Nadine

"Foi bonito. Não tem importância se não deu muito certo.
A gente só tinha 17 anos." (adaptado, Caio F.)

11 comentários:

  1. Será que realmente não importância não ter dado certo? Aquela velha história que o passado passa, não é tão bem verdade assim.
    Beijo .

    ResponderExcluir
  2. Pois é Laís, nem sempre passa, e no meu caso foi um processo bem demorado. Ah, e não era amor (por isso passou), apesar de ter chegado perto. Beijos!

    "Toda dor repousa na vontade." (Marcelo Camelo)

    ResponderExcluir
  3. Ah, como eu queria que rasgar calendários fosse solução. E pro bem do meu próprio rosto, queria não ter borrado tanto minha maquiagem. Mas é bem assim. Depois, quando melhoramos, vemos que isso foi na verdade, uma lavação de alma.

    P.s.: a vontade de abraçar é recíproca, mesmo *-* Que venha um novo show do Marcelo Camelo pra cá, e da próxima vez, a gente se vê! Sem falta. Beijo, beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  4. Parece que tudo passa para trás, quando acaba, mas qualquer um dos dois lados vai lembrar do que fizeram juntos e de como foi feito. E quando pensar que poderia ter sido melhor, acaba chorando e se lamentando do fim que lhe ocorreu.

    Isso é bem normal de acontecer.

    ResponderExcluir
  5. E a gente rasga mesmo os calendários, apaga as agendas, ignora os relógios...A verdade é que tentamos manipular o tempo à nossa conveniência.

    Gostei demais disso, a linguagem me seduziu.

    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  6. Oun, que fofo Nadine, estava com saudades de você la no meu cantinho, mas só pelo que li aqui ja recompensou.

    É tão bom quando a sensação ter estar amando e não ser amada acaba né? quando a gente faz isso mesmo que vc disse, varrer todas as cinzas pra fora. E que venha algo novo, pra ficar ocupar esse lugar maravilhoso que é o coração.

    Beijo menina, linda semana!

    ResponderExcluir
  7. Oi amada passando pra desejar uma semana iluminada repleta de benção, e de muito amor e luz, adoro passear por aqui beijos doces...

    ResponderExcluir
  8. As coisas passam, mas não passam tão rápido assim. Pelo menos nas lembranças.
    Bjs :*
    Tô adorando!

    ResponderExcluir
  9. A verdade Nadine, é que o tempo desperta sempre na gente uma vontade de nos "faxinar". Fica de tudo, só a lembrança. Ou não.

    ResponderExcluir
  10. Quando aprendemos a rasgar esses tais calendários, tudo fica mais claro/fácil.
    Seria bom se pudessemos rasgar as lembranças tbm né. [Ou não] rs.

    beeijoca moça ;*

    ResponderExcluir
  11. Gosto muito do que escreves.
    Acompanhando o blog.

    Beijos

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."