agosto 10, 2012

Você é mais bonito que o Rio de Janeiro em julho


Fique o tempo que for necessário.
Escute a mesma música o quanto quiser. Chore. Ria da nossa loucura.
Enquanto escrevo declarações no espelho do banheiro.

Tome outra dose, de você e de mim.
Arranque a saudade do meu corpo, tire as roupas também.
Se vista com meu suor.

Vamos falar de clichês: da vida e dos fracassos.
De como eu odeio a claridade que entra pela sua janela para me acordar,
e de como agora eu preciso dela, porque meus dias estão escuros demais
- sem você por perto.

Traga outra sexta feira, com cerveja, cigarros de amigos
e canções que entorpecem a alma.
Vamos escolher o nome para os filhos que não iremos ter.
Quantos gatos e flores no nosso jardim;
casa ou apartamento?
Vamos fazer planos, sem esperar nada em troca,
só por querer que o amanhã exista.

Vem me ajudar a inventar explicações para o amor, nosso:
que o amor é tomar banho de chuva em Copacabana;
é chorar baixinho uma madrugada inteira
- porque no dia seguinte alguém tem que ir;
é suportar a distância nos partindo; é juntar os pedaços depois.
Amor é te empurrar da cama na melhor parte do sonho.

Amor é definitivamente pensar em você.

Erllen Nadine

10 comentários:

  1. Vocês são muito lindos, cara, fala sério. E li, tudinho, ao som de The Heinrich Maneuver mais precisamente. E amei, a banda, as palavras, o sentimento que me causou te ler de novo - depois de um bom tempo. O que dizer? não demora mais tá? Texto maravilhoso até não poder mais.

    Beijos, Bia.

    ResponderExcluir
  2. Nadine, amor é sempre tão contagiante, não? Sobretudo quando é bonito e emana leveza, entrega. Você por si só já é de uma chuva de realidade imensa, quando ama ou fala de amor, é simplesmente temporal.
    Lindo texto, pra variar. E como disse a moça acima, não demore mais tanto!

    Bjs ;*

    ResponderExcluir
  3. Nadine, perfeito texto, emocionante, amo seus textos, me encontro em muitos.Sou sua fã ^^, quando te vi na rua minha vontade foi correr e te dar um abraço apertado, pra agradecer pelos seus textos, que muitas vezes foram a minha calma, meu refúgio. Mais minha timidez não me permitiu isso, fica pra uma próxima. parabéns linda ;)

    Bjs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada anônimo(a)! *-* Você me viu na rua? aonde? rs. Fiquei curiosa pra saber quem é... Eu te conheço? mesmo que seja apenas só de vista? ^^

      Fique a vontade pra dizer quem é ou me dar um abraço por aí rs. =**

      Excluir

    2. Nadine,é sempre tão bom voltar ao blog e ver que você passou por aqui, e nos deixou mais um pouquinho do seu encanto. Como é bom ver suas palavras, não sabe a paz que teus textos me trazem. Você realmente sabe escrever pra mim *-*. Te vi na rua sim rs, vc é ainda mais linda que suas palavras. Foi em Apodi. Você me conhece sim, de vista, e acho que até sabe quem eu sou. Mas não sei se vai lembrar de mim.

      Qualquer dia te dou um abraço por ai ;)
      Bjs,*-*

      Excluir
    3. Obrigada, de novo! *-*
      Se você me disser quem é, talvez eu lembre rs.
      Você é amiga de alguma amiga minha?
      Sou leonina, sou muito curiosa :3

      Até mais :**

      Excluir
  4. Certas separações dilaceram o coração, hein? Mas a certeza de que pedaços fragmentados serão juntados é o melhor de tudo.
    Você faz falta.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Que lindo nadine. Voce fala de amor de um jeito tão bonito..

    beeijos

    ResponderExcluir
  6. Vocês são uns lindos.
    Ah, seu cabelo brilha mais que o Rio de Janeiro rs.

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."