janeiro 25, 2014

Alice


— Como o deixou?
— O único jeito de ir embora: "Eu não te amo mais, adeus".
— Suponhamos que ainda o amasse.
— Eu não iria embora.
— Nunca largou ninguém que amasse?
— Não.

— Eu teria te amado, para sempre.
— Eu te amo.
— Onde? Me mostre. Onde está esse amor? Eu não consigo vê-lo, tocá-lo, senti-lo. Consigo ouvir algumas palavras, mas não posso fazer nada com suas palavras fáceis.

Closer (2004), de Mike Nichols

janeiro 20, 2014

Fragmento III

da série: Janeiro, tudo fora de lugar.

No nosso livro de memórias ainda havia muitas páginas em branco,
mas nenhuma história para ser escrita.
Obrigada por colocar um ponto final. no meio de uma frase não dita.
Eu não conseguiria tal ato.

Goodbye nas (entre)linhas.

Nadine



janeiro 17, 2014

Fragmento II

da série: Janeiro, tudo fora de lugar.

Sonhei que a saudade era uma cor,
que desbotava pelos olhos.

Nadine

Hector Vargas 

janeiro 13, 2014

Fragmento I

da série: Janeiro, tudo fora de lugar*.

Eu te perdoei por egoísmo,
para livrar minha alma de dores e mágoas constantes.
Te inventei para ocupar meu coração vazio.
Eu não te amo mais.

Só sei mentir durante alguns segundos.

Nadine



*Transmissor.