16/04/2015

No amor, não cabe um substituto



 Você tinha uma ideia sobre o amor e moldou seus desejos em mim porque algo te fascinou. Não era amor. Fui seu projeto de ciências, mas só eu sei. 
 "Não era amor". Como pude te amar tanto? Odeio tudo que me fez e o que ainda me faz sentir. E odeio o fato que nunca mais te terei, nem ninguém igual a você.
– Você nunca me teve por inteiro. Isso te frustra?

Ele me olha como um animal ferido, preso na sua própria armadilha. As mãos trêmulas acendem mais um cigarro. 

– Você ainda gosta de partir corações? Você ainda vive como se tivesse vinte anos?
 Eu... Eu.

Ela me olha rapidamente, toma o cigarro para seus lábios carnudos e me seduz sem nenhuma intenção. 

– Por que você foi embora?
– Eu te disse anos atrás.
 Por quê?
 Porque você não era o único.
– Eu ainda sei quando tá mentindo. Por quê? 

(Silêncio. E a verdade mais doída da sua vida). 

 Porque eu não era a única! Porque eu queria ser a mãe dos seus filhos e sabia que nunca ia ser. Você me despedaçou, mas nunca admitiu, tampouco percebeu. 

Dessa vez ela tinha se despido por completo: vi sua alma melancólica e dolorosamente bonita. Chorei silenciosamente, estendi uma mão e toquei a dela. 

Anos mais tarde, ele pensaria nesse momento antes de morrer, como o mais perto que chegou da personificação do amor.

 Eu, eu sinto muito, não sabia que... Eu queria vol...
 A vida não reserva mais nada para... Laura e Pedro. O passado apenas assombra, enquanto o destino ri da gente. 

Laura, afinal, não era a anti-heroína na sua história. Ela o amou. Somente ele conseguiu preencher suas lacunas, que eram muitas e que permanecem incompreendidas por ele, por nós. 

Se Pedro tivesse olhado profundamente para ela, talvez ele mesmo tivesse fugido anos atrás. Ah, se Pedro conseguisse enxergar, o tanto que ela vê na escuridão... 

Erllen Nadine


"Há alguns anos, tive um belo final feliz nas mãos, mas deixei escapar.
Na noite em que nos vimos pela última vez, eu disse a ela: se cuide. 
Talvez um dia você escape do seu passado. Se conseguir, me procure." 
(2046, Os Segredos do Amor* - K.W. Wong) 

*título