16 novembro, 2016

Ela


Às vezes eu acho que já senti tudo que eu deveria. 
E que não sentirei nada novo a partir de agora. 
Só versões menores do que já senti. 

Querida Catherine,

estou aqui pensando em tudo pelo que quero me desculpar. Toda a dor que causamos um ao outro. Tudo que coloquei em cima de você. Tudo que eu precisava que você fosse ou dissesse. Sinto muito por isso. Vou te amar para sempre, porque crescemos juntos. E você me ajudou a ser quem eu sou. Eu só queria que você soubesse que sempre haverá uma parte de você em mim. E sou grato por isso. Seja lá quem você se tornou, onde quer que você esteja no mundo, estou te mandando amor. Eu apaguei o final.

Com amor, Theodore.

Ela (Spike Jonze, 2013)