25/10/2013

Ou tu (bro) ou nada


J.

Você ainda habita meus sonhos, 
mas eu me contento com o quase nada que tenho de você: 
Lembrar-se de você se aproximando. 
Uma foto antiga. 
Uma mensagem apagada, 
mas gravada na memória. 
Sentir saudade e saber que talvez não sinta o mesmo.

Erllen Nadine

2 comentários:

  1. Teu sentir na escrita é sempre muito visceral, Nadine. Sou fã.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Cheguei ao seu blog e fiquei entusiasmado, pois foi feito com muita graça, e com muito entusiasmo.
    Gostei do que vi e li, e achei um blog fantástico, onde se aprende muito.
    Sou António Batalha, do blog Peregrino E Servo, se me der a honra de o visitar ficarei grato.
    PS. Se desejar faça parte dos meus amigos virtuais,decerto que irei retribuir,
    seguindo e divulgando seu blog.
    Desejo-lhe muita saúde muita paz e grande felicidade, e também um Feliz-Natal.

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."