30 janeiro, 2013

(trans)bordando saudade


Para Anatália

Você amou loucamente aquele garoto, que te encorajou a suportar os dias difíceis. Decepcionou-se, sofreu e chorou na minha frente quantas vezes foram precisas. Voltou a amar, foi tão feliz, que dividimos a felicidade com um pote de sorvete em um sábado à noite. Ficou bêbada quando passamos no vestibular, enquanto eu ria sem parar, você vomitou nos meus sapatos. Cortou o cabelo, deixou mais loiro, usou batom vermelho. Assistimos os clássicos, compramos discos e ouvimos as histórias da minha avó.

Isso nunca aconteceu.

Um dia você entrou no ônibus errado e ele foi partido ao meio por outro. Partiram seus sonhos, seu destino, o coração da sua mãe, nossas vidas.

Não chegou aos dezesseis, não fez vestibular, não amou loucamente.

A morte não pede licença. A vida não para pra gente recolher os cacos de nós mesmos. Fica tudo pelos nossos caminhos, para serem levados pelo vento aos poucos. O mundo continua a girar, o dia amanhece, mas você não. 

Um dia eu me deparo chorando ao lado de desconhecidos, escrevendo essas coisas em pensamento, tentando entender o porquê de nunca se despedir - jamais teremos um fim. Você é meu sonho bonito que me abraça quando eu mais preciso. 

Com todo meu amor, eu

16 comentários:

  1. Foi impossivel conter as lágrimas, emocionante. Eu sei sobre a saudade. Continue (trans)bordando amor. E por favor, não demore mais tanto.

    o abraço mais apertado que você puder imaginar,:*

    ResponderExcluir
  2. "Eu vivo tão sozinho de saudade" (8) Camelo.

    E o motivo da não despedida está exatamente ai, nunca terão um fim... E a nostagia bate e faz tremer o coração, tremeu o meu aqui tbm. Belas lembranças (que infelizmente não aconteceram), belas palavras. Belo texto.

    Espero te ler mais, moça.
    Saudades daqui.

    ;*

    ResponderExcluir
  3. Chorei. Chorei sorrindo, porque é incrivel como nós encontramos nesse mundão de gente alguém tão parecido com a gente. Só você mesmo com suas palavras certas e doces, passando exatamente pelo que eu passei, pra me dizer exatamente o que meu coração falaria. Obrigada por estar aí. Lindo, lindo como sempre, de arrepiar a alma da gente.

    ResponderExcluir
  4. Tão bonito e amável que me emocionou até o fim...

    Abraço, moça

    ResponderExcluir
  5. Muito bom os textos, gostei do blog e do estilo de suas obras.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  6. Tão belo, sincero e emocionante. Parabéns pelas palavras cheias de sentimento.
    Estou acompanhando, seguindo e indicando.

    Será um prazer ter sua presença em meu humilde blog:
    http://jonathanejonathan.blogspot.com.br/

    Abraços

    Caio J.
    http://jonathanejonathan.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu tava sentindo saudade de ter internet. E um dos motivos dessa saudade toda era teu blog.

    Nadine, que saudade do teu blog. Que saudade da tua escrita. Que saudade danada de olhar teu blog, ler teus textos e ficar feliz.

    Tô me sentindo em casa novamente. Mesmo com um texto tão triste (mas tão cheio de significado) cheguei aqui e me senti bem automaticamente.

    Ah, mudei o endereço do blog. Agora é http://paraisoaleatorio.blogspot.com

    E obrigada por sempre sempre sempre escrever coisas tão doces que são como um beijo no meu coração.

    Ah, e um beijo no teu coração também :*

    ResponderExcluir
  8. A dor da perda e a da saudade é cruel e a gente nunca sabe como atenuar.
    Que texto magnífico. Sei muito bem como é essa dor/saudade.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Estou paralisado com tamanha beleza contida na dor de um fim que não existe! Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Sempre que me lembro de belas palavras me lembro daqui e volto p me encontrar c tudo que me toca profundamente, sempre me supreendo mais que ontem, mais que anteontem.

    Para: Nadine
    De: uma admiradora de alguns anos
    Att. Bela

    ResponderExcluir
  11. que lindo, Nadine.
    Belíssimas palavras.
    O bom da memória é que ela não morre.

    Um beijo e um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
    li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
    gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
    Deixo-lhe a minha bênção.
    E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
  13. Oi Nadine


    Amei seu blog!!!
    Tudo lindo e de muito bom gosto.
    Se puder dá uma passadinha no meu e segue também se gostar.

    Beijos
    Ani

    HTTP://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Um encanto,me arrepiei todinha no "Parte ao meio" lindo,encantador e perfeito *-*

    http://joicy-santos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."