02/11/2014

Procura-se Pedro


Pedro estava sumido, da banca de jornal, da fila do pão, do botequim da Avenida Dutra. De longe, por várias vezes pensei tê-lo visto naquela esquina, de nada adiantou correr, o perdi de vista, o perdi na vida. 

Dentro da noite, Pedro sumiu. Quarto solitário em tons pastel, o cigarro pós-transa não existe mais.

Mentiras que conto em segredo. Quem sumiu noite adentro fui eu. Quem pegou o primeiro táxi para lugar nenhum. Quem deixou o bilhete mal escrito... Eu.

Procura-se Pedro numa cidade onde ele não está. E o que tenho feito de mim nessa busca? Morrendo um pouco a cada dia, cortando raízes por medo de suas profundezas. 

Pe-dro. Nunca mais te verei em dias preguiçosos. Eu me perdi no instante que te abandonei.

L.

(Erllen Nadine)

Um comentário:

  1. Quando tiramos alguém do coração não adianta mais, ele acaba sumindo de todos os lugares. E quando nos perdemos por ter abandonado alguém, nem no nosso coração a gente consegue se abrigar mais.

    Essa música do Radiohead destrói qualquer coração. </3

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."