29/05/2010

Talvez


Talvez se nos encontrássemos amanhã ou depois, não importa.
Talvez estivesse tão diferente do tempo em que eu sabia quem era você, você sabia quem eu era. Talvez você estivesse com alguém ou não; talvez eu estivesse com alguém ou não. Talvez você viesse falar comigo, talvez eu te ouvisse. Talvez você chorasse na minha frente, como já quis. Talvez eu chorasse na sua frente, como já fiz. Talvez você descobrisse que me amava ("amor a milésima vista"). Talvez eu admitisse que sempre te amei. Talvez você me pedisse para ficar. Talvez eu te pedisse motivos para ficar. Talvez toda esperança fosse em vão. Talvez de uma forma ou de outra o sofrimento fosse me guiar. Talvez tentássemos (de novo) de um "jeito que desse certo". Talvez adeus. Talvez para sempre. Talvez eu nunca saiba se todos os "talvez" iriam acontecer. Talvez se nos encontrássemos amanhã, ou depois, não importa.

[Erllen Nadine]

"Será que você ainda pensa em mim?"
(Os Paralamas do Sucesso)