01 abril, 2011

Pedra por dentro


"Eu fui embora pela porta da frente, não sobrou nenhuma lembrança." (Clementine Kruczynski)

Sessão III - Laura e Pedro

"Fica, eu tenho cerveja, cigarro e o que você quiser" a solidão dizia, antes de ser engolida pela noite.

Laura jamais deixou as pessoas aproximarem-se a ponto de saber o que ela pensava, sentia. O fato é que o coração dela pesava, como conseguiria cuidar de outro? Ela mesma tinha uma pedra por dentro. É que assim, talvez fosse mais fácil. Sempre foi o segundo plano, aprendeu a ser só. Não se daria ao luxo de mudar quem ela era.

A ausência de Pedro tirava a sua roupa, habitava seu coração oco. Às vezes, sem entender, pronunciava o nome dele, como se ele fosse ouvir. Mas a palavra "voltar" não lhe passava pelos pensamentos. Voltar, seria mais doloroso do que ter partido.

Erllen Nadine

II
I

14 comentários:

  1. Cuidar de um coração já é muito dificil.
    Imagine cuidar de dois. rs'
    "Aprendeu a ser só" - Tbm é mt Dificil.
    Mais a gente se acostuma. Ou tenta =/

    É Laura, tbm estou achando muito doloroso essa história de voltar.

    amei, amei e amei *---*

    ResponderExcluir
  2. Mito lindo flor.
    Saudades de vir aqui!
    Fiquei um tempo sem postar e havia perdido seu blog dos meus contatos.
    Voltei. ^^

    ResponderExcluir
  3. Quero ver também o lado de Pedro, quero ver o que ele pensa. Tem como agraciar-me com isso, Nadine dos olhos de mel? Eu agradeceria, e muito. Quero ver o lado de lá, quero ver o lado de quem é abandonado, quero ver pela visão masculina. Agradeceria, e muito. E pra constar tem selinhos pra ti no meu blog, vai lá ver. Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Que texto lindo! (de novo, rs)
    Nadine, cê nem sabe como as tuas palavras tem importância pra mim, seja por msn, no blog, tem sempre algo no que você fala que combina com aquilo que eu quero ouvir.
    Obrigada mesmo. <3
    Beijo :)

    ResponderExcluir
  5. Ter profundidade e intensidade ao escrever. É isso que conta. E é isso que você tem.
    Liindo! Parabéns =)
    :*

    ResponderExcluir
  6. Voltar pra mim também é o pior. Aliás nem cogito essa idéia. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nadine (:
    Passando pra dizer que tem uns selos pro seu blog esperando por vc lá no meu blog *-*

    ResponderExcluir
  8. é lindo, mas, porque seria mais dolorido se ele voltasse?

    beeijos!

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito mocinha...rs
    beijo!

    ResponderExcluir
  10. Voltar, seria mais doloroso do que ter partido.
    Ah, eu sou o Pedro. Essa Laura me corta o coração. rs

    Beijos da Flor

    ResponderExcluir
  11. O nome disso é medo de sofrer por algo que não vale mais a pena... adoravél texto seguindooo...
    ficarei acompanhando seu blog
    bjuu
    http://vanessasenabraga.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu estou amando essa "série", assim como eu amo tudo que você faz. E não vou descansar enquanto você não resolver publicar algo.

    te amo.

    ResponderExcluir
  13. "Voltar seria mais doloroso que ter partido." Exatamente! Essa pequena frase nos faz pensar tanto né? Consegue expressar certinho o que o coração pensa, que a volta vai fazer doer mais e mais. Lindo, estou amando essa tua história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. "Voltar seria mais doloroso que ter partido."
    Nossa, lindo, moça. Muito lindo! :)

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."