01/04/2011

Pedra por dentro


"Eu fui embora pela porta da frente, não sobrou nenhuma lembrança." (Clementine Kruczynski)

Sessão III - Laura e Pedro

"Fica, eu tenho cerveja, cigarro e o que você quiser" a solidão dizia, antes de ser engolida pela noite.

Laura jamais deixou as pessoas aproximarem-se a ponto de saber o que ela pensava, sentia. O fato é que o coração dela pesava, como conseguiria cuidar de outro? Ela mesma tinha uma pedra por dentro. É que assim, talvez fosse mais fácil. Sempre foi o segundo plano, aprendeu a ser só. Não se daria ao luxo de mudar quem ela era.

A ausência de Pedro tirava a sua roupa, habitava seu coração oco. Às vezes, sem entender, pronunciava o nome dele, como se ele fosse ouvir. Mas a palavra "voltar" não lhe passava pelos pensamentos. Voltar, seria mais doloroso do que ter partido.

Erllen Nadine

II
I