26/12/2014

Duas ou mais coisas sobre ela

     
           feito pra mim  por: Fernanda Paes

Nada do que eu quis ser um dia eu me tornei. Sinto que estou anestesiada diante da vida e meus sonhos evaporaram na minha frente. Olho para trás e só vejo escombros, olho para frente e não vejo ninguém. Agora, estou de mãos atadas com a solidão. Incontáveis sensações me consumem, sinto tudo e não sinto nada. Esforço-me para falar e ao mesmo tempo conter o choro, desatar os nós na garganta, os apertos que enjaulam o coração. Não sei quando minha alma adoeceu essas dores já não cabem mais em mim. 

Metade de mim não quer existir. A outra metade busca motivos que não virão. Na dança da tristeza, não tenho par. Não há ninguém que me compreenda sem me julgar.

Duas ou mais coisas sobre ela:
1. Sou fodidamente egoísta
2. Invejo os suicidas
3. Sofro de excessos, excessos de vazios
4. Você é louca - a única verdade que me disseram.

Nadine


escrito ao som de Boogarins: 
"Só agora descobri a falta das notas que nunca ouvi, que soam como um corte, um corte em mim. 
Eu nunca mais fui eu, eu nunca mais lembrei de mim. O mundo se esqueceu, eu não sei mais o que é sentir. 
Eu vivo entre o sonho, a morte e o fim." 

3 comentários:

  1. Que conjunto, moça! Eu estou saindo um pouco destruída, mas no fundo eu acho que ainda sobrou um pouco de ar nos pulmões.

    ResponderExcluir
  2. Aos domingos, aquele bailinho vazio no clube da esquina, onde não se precisa de um par, é com a tristeza que você vai dançar.

    ResponderExcluir
  3. Oiii esta muito lindo seu cantinho!
    É um prazer revê-la. Estou voltando ao blog, e espero não sair mais.
    Se puder dar um passadinha:
    asoonhadora.blogspot.com
    Quero estar presente novamente

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."