26 de dezembro de 2010

Quase


Aquele ar de mistério continuava no ar.
Quando penso em você, abro sorrisos com pedaços de sol, 
de uma ponta do rosto a outra.
Quase paro de sentir dor.