06/03/2011

Restos (todo carnaval tem seu fim)


"Foi bom te ver outra vez, tá fazendo um ano, foi o Carnaval que passou. 
Eu sou aquele Pierrot que te abraçou e te beijou meu amor." 
(Zé Keti e Pereira Matos)

Para aqueles, que também já foram Pierrot

Não te conheci no Carnaval, mas te reencontrei em um. Enquanto a gente falava do nosso passado, nossas máscaras caíram. Eu fingi te conhecer, você fingiu me amar. O que aconteceu naquele Carnaval permaneceu por lá; a única certeza do outro dia, é que era de cinzas, nossas cinzas. A euforia foi embora com nossos restos e qualquer laço que trouxesse outra aproximação. Veio a tormenta. Nunca mais nos vimos.

Tive que aprender a deixar de procurar máscaras,
com o formato do seu rosto.

Erllen Nadine

8 comentários:

  1. Fui atraída até o seu blog pelo título, foi instântaneo, sou louca por LH.
    E sobre o conteúdo, foi por ele que resolvi ficar, serei eu a 200ª seguidora desse confortável espaço.
    Ah, e a sua escrita, ela encanta, prende, contagia. Não gosto do Carnaval, mas esse texto me transportou para um momento Pierrot e Colombina, onde eu espreitava ambos em seu momento doce e findo.
    Enfim, minha cara, virei mais vezes aqui. Um beijo, e tenha um bom Carnaval.

    ResponderExcluir
  2. Seu texto envolve. É desses que eu gosto mais.

    Belo!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, fantástico como sempre.
    As músicas de Hermanos são perfeitas, adoro muito.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. OLÁ.
    ADOREI SEU BLOG E ESTOU SEGUINDO.
    ME SEGUE DE VOLTA?
    WWW.AMORIMORTALL.BLOGSPOT.COM
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  5. amei o texto e obrigada pelo carinho floor ;**

    ResponderExcluir
  6. aah Nadi, que lindo, acaba a euforia, os amores passageiros de carnaval assim como de verão vão embora, e a saudade, lembrança fica!

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Belissimo.. Amores de carnaval, quem nunca viveu um??

    agyaggya beeijos

    ResponderExcluir

"Um sorriso que derreta satélites e corações gelados."