06/03/2011

Restos (todo carnaval tem seu fim)


"Foi bom te ver outra vez, tá fazendo um ano, foi o Carnaval que passou. 
Eu sou aquele Pierrot que te abraçou e te beijou meu amor." 
(Zé Keti e Pereira Matos)

Para aqueles, que também já foram Pierrot

Não te conheci no Carnaval, mas te reencontrei em um. Enquanto a gente falava do nosso passado, nossas máscaras caíram. Eu fingi te conhecer, você fingiu me amar. O que aconteceu naquele Carnaval permaneceu por lá; a única certeza do outro dia, é que era de cinzas, nossas cinzas. A euforia foi embora com nossos restos e qualquer laço que trouxesse outra aproximação. Veio a tormenta. Nunca mais nos vimos.

Tive que aprender a deixar de procurar máscaras,
com o formato do seu rosto.

Erllen Nadine